©2017 Direitos reservados para Primeiro Andar. Todas as fotos, salvo indicação em contrário, são de autoria de Gil Carlos Volpato. Desenvolvido por aGenteCV [laboratório de criação]. Criado com Wix.com.

Faça sua pesquisa por categoria
Faça sua pesquisa por palavra
  • Google+ - White Circle
  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle
  • Pinterest - White Circle
  • Twitter - White Circle
  • Gil Carlos Volpato

Bater um rango e bater pernas



Toda cidade tem segredos e encantos que merecem ser descobertos. Toda pequena vila tem uma história esperando ser ouvida. Toda metrópole tem um parque onde a gente pode se sentar para ver o vento. Tudo o que você precisa fazer para explorar milhares de destinos diferentes é planejar, bater um rango e depois bater pernas. Ou, sair bater pernas atrás de um rango bem gostoso para bater. Oportunidades, opções e desculpas para viajar e conhecer as melhores receitas ou os pequenos detalhes desse mundão não faltam. Talvez esteja faltando um empurrãozinho. Ou quem sabe falta vergonha na cara mesmo! Porque é mais ou menos assim: se você tem um par de botas confortáveis e uma mochila, já pode começar a caminhar para algum lugar, em qualquer lugar. E bater pernas numa cidade histórica como Burgos, no norte da Península Ibérica, pode ser muito interessante. Fazendo parte da comunidade autônoma de Castilla y León, a cidade fundada em 884 (!) pelo Conde Diego Rodríguez Porcelos contava 176.608 habitantes em 2016. Nela, os Reyes Católicos, Fernando II de Aragón e Isabel I de Castilla, ditaram em 1512 as Leyes de Burgos, as primeiras leis que a monarquia espanhola aplicou na América para organizar os territórios conquistados, e que se tornam base dos atuais Direitos Humanos. A cidade conta com um fantástico conjunto monumental, entre os quais se destacam a Catedral de Santa María, importante exemplo da arquitetura gótica, declarada Patrimônio Da Humanidade pela UNESCO em 1984, título que se estendeu à todo o Centro Histórico em 2014; o monastério de Santa María la Real de Las Huelgas e a Cartuja de Miraflores, um monastério da Ordem dos Cartuxos, ou Ordem de São Bruno. A cidade também é atravessada pelo Caminho de Santiago de Compostela, outro Patrimônio Da Humanidade; e se encontra a menos de 15 quilômetros do sítio arqueológico de Atapuerca, protegido pela UNESCO desde o ano 2000. Burgos foi também o local de nascimento e o lar de Rodrigo Díaz de Vivar, o herói castelhano imortalizado como El Cid, cujos restos repousam desde 1921 na Catedral. Na imagem, as peregrinas Elisiane Güdtner e Luciana Da Silva Böell, batem pernas pelas escadarias e vielas de Burgos durante uma tarde ensolarada, à procura de histórias, imagens e sabores. Fotografia: Gil Carlos Volpato, 31 de março de 2017, em Burgos, Espanha.

#burgos #elcid #perna #peninsulaiberica #mochila #vergonha #monarquia #reiscatolicos

7 visualizações