©2017 Direitos reservados para Primeiro Andar. Todas as fotos, salvo indicação em contrário, são de autoria de Gil Carlos Volpato. Desenvolvido por aGenteCV [laboratório de criação]. Criado com Wix.com.

Faça sua pesquisa por categoria
Faça sua pesquisa por palavra
  • Google+ - White Circle
  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle
  • Pinterest - White Circle
  • Twitter - White Circle
  • Gil Carlos Volpato

De pão e vinho se faz o Caminho



De pão e vinho se faz o Caminho. A frase não é errada, já que as vinícolas se alternam em praticamente todo o trajeto e pão pode ser encontrado em qualquer esquina. Sente-se à mesa em qualquer bar (lá o bar é uma lanchonete simples onde se pode fazer refeições rápidas) ou restaurante, peça o Menú Del Peregrino ou o Menú Del Día, e logo alguém colocará à sua frente uma cesta de pão, uma garrafa de água e/ou uma garrafa de vinho. Normal. Está incluído no preço. Algumas bodegas, como a de Irache, chegam a disponibilizar água e vinho gratuitamente, em torneiras colocadas lado a lado. Os pães na Espanha são deliciosos, diferentes dos que costumamos encontrar aqui no Brasil, e parar para observar as vitrines das padarias é algo que descendentes de italianos como eu gostarão de fazer. Mas o antigo ditado refere-se muito mais ao modo como o peregrino deve se comportar do que àquilo que ele deve comer e beber. Em primeiro lugar, pão e vinho são os alimentos mais básicos em toda a Europa, talvez os mais baratos; aqueles que podem ser encontrados à mesa nas casas mais humildes. Simplicidade! Em segundo lugar, lá o pão normalmente não é fatiado, mas deve ser partido com as mãos e distribuído, tal como fez Jesus na sua última ceia (e provavelmente em todas as anteriores!); assim como o vinho deve ser compartilhado: uma garrafa para muitos e um copo para cada um. Generosidade! Para aqueles que acreditam que o Caminho é uma metáfora da vida (eu sou um destes), a lógica parece perfeita. De que outra maneira devemos atravessar esta vida se não sendo simples e generosos? Precisamos de pouco, e do pouco, sempre podemos dividir. Além disso, tanto o pão quanto o vinho exigem que algum trabalho seja realizado. Seja no cultivo do trigo ou da uva, no preparo da massa ou do suco, pão e vinho nos ensinam que o resultado é muito mais saboroso quando há algum tipo de sacrifício envolvido. Villafranca del Bierzo, a 187km de Santiago de Compostela, é um município da região de El Bierzo, na província de León, com população de 3.729 habitantes (2004). Diz-se que os primeiros assentamentos encontrados são da era neolítica, e o povoado é mencionado pela primeira vez na Idade Média, por volta do ano 791. Sua origem está ligada ao ponto de descanso criado ali para os peregrinos que andavam pelo Caminho de Santiago de Compostela. Em 1070 um monastério foi fundado com o objetivo de produzir vinho, o que atraiu peregrinos franceses que se estabeleceram na região para trabalharem no cultivo das uvas, de onde provém seu nome, Vila dos Franceses, e de quem herdou até hoje a vocação para a viticultura. Na região encontram-se importantes adegas e bodegas. Fotografia: Gil Carlos Volpato, 25 de outubro de 2009, em Villafranca del Bierzo, Espanha.

#caminho #villafrancadelbierzo #vinho #pao #uva

18 visualizações